quinta-feira, outubro 07, 2004

Não há futuro sem memória

Um livro sem passado é um livro sem futuro.

Uma pessoa sem memória é uma pessoa sem passado.

E uma pessoa sem passado é sempre uma pessoa sem presente.

Gabriel Perissé

1 Comments:

Blogger Tuna said...

Um país sem memória, desexiste.
É uma existência adiada.
Onde o éfemero, nos é dado, como um bem eterno.
Somos um grande país, sim.
Que sabe guardar o que os governantes consideram lixo.
Escória da Banalidade, apresentados como de um luxo se tratassem.
Grande país, sim. Que tem gentes que não esquecem o valor do Pão amassado.
Amigos que fazem, sem se conhecerem, sabendo que é nas causas e não nas coisas, que tudo se constrói.
Enfim...Tive saudades vossas...:)))

08 outubro, 2004 15:22  

Enviar um comentário

<< Home

Outras Paragens

  • Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
  • Deco-Pro Teste
  • Inépcia
  • Poesia - As Tormentas
  • Portal do Cidadão
  • Vintage Blogs

  • Confissões de uma mulher de 30
  • Datas na História
  • É um mundo cão este das aparências
  • Hemoglobina Pura
  • Horas Negras
  • Oficina das Ideías
  • Papoilas Que Pingam Algodão Doce
  • Sistema de Blogs da Assembleia de República
  • Tasca da Cultura