segunda-feira, março 14, 2005

Discursos paralelos/Contradições insanáveis

Será que consigo pensar claro, será que consigo transmitir o que sinto, será que a meditação me liberta, será que a sabedoria milenar destas pedras me inspira, será que a imobilidade desta pose é sinal, será que estou em coma?

Não, sei bem o que faço, sei o que quero e é isto, verdades diáfanas embrulhadas em papel de charme.O meu mundo far-se-à, construido da minha carne em imolação. Assim quero que me vejam.

2 Comments:

Blogger Lia said...

Estás com um "ar" muito feminino, PQ! :)

17 março, 2005 11:01  
Blogger PQ said...

O meu lado feminino é que me trama, mas neste post, foi mais um exercício de esquizofrenia :)

17 março, 2005 19:20  

Enviar um comentário

<< Home

Outras Paragens

  • Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
  • Deco-Pro Teste
  • Inépcia
  • Poesia - As Tormentas
  • Portal do Cidadão
  • Vintage Blogs

  • Confissões de uma mulher de 30
  • Datas na História
  • É um mundo cão este das aparências
  • Hemoglobina Pura
  • Horas Negras
  • Oficina das Ideías
  • Papoilas Que Pingam Algodão Doce
  • Sistema de Blogs da Assembleia de República
  • Tasca da Cultura